terça-feira, 27 de outubro de 2009

CHUVA NO CAPIM ::

video

4 comentários:

Caco Garcia. disse...

Legal. Eu conheço vc do centro cultural light e por ouvir as músicas da peça decidi procurar algo dos atores e achei esse blog.

assisto a peça todos os dias rs

sucesso sempre!

Hedylamar disse...

Fabio!
Tuas músicas são lindas!!!!!
EDILAMAR

Fabio Campos disse...

Caco e Hedylamar,
obrigado pelos comentários! Hedylamar, você é muito gentil. Agradecido!
abraços,
Fabio Campos

Marcelo Bruno disse...

Que música bonita meu amigo

FILIPETA CASAS CASADAS

FILIPETA CASAS CASADAS
Dia 4/12 as 20 hs., na R. das Laranjeiras, 307/anexo

Grupo Gesta e Inez Viana tocam em Aula-espetáculo de Ariano Suassuna

Dias 5 e 6 de julho passado o Grupo Gesta e a cantora e atriz Inez Viana tocaram em aula-espetáculo de Ariano Suassuna, na reinauguração do Teatro Municipal de S. Carlos (SP).
Ariano é garantia de casa cheia. A apresentação foi muito bonita como podem comprovar as imagens abaixo, além é claro da deliciosa aula de Suassuna.
Muito bom!
Abraços,
Fabio Campos

Ariano, Inez e grupo Gesta no Teatro Municipal de S. Carlos (SP)

Inez e grupo Gesta

DETALHAMENTO DOS EVENTOS DA AGENDA MAR DE MINAS

Dia 03 de maio de 2008, MAR DE MINAS no programa de rádio ao vivo "Zé Zuca e a Rádio Maluca", transmitido pela rádio MEC!!!
:: No dia 03/05/08, as 10:30 h. , no programa infantil Zé Zuca e a Rádio Maluca, FABIO CAMPOS e o COMPADRE QUELEMÉM apresentam um pouco do projeto integrado MAR DE MINAS, com direito a contação de histórias, leitura de contos de Guimarães Rosa (esse ano é o centenário de seu nascimento) e até uma exposição de quadros no auditório. A Rádio Maluca fica na Rádio Nacional, Praça Mauá, nº 7, no Centro do Rio de Janeiro! A participação é totalmente gratuita e é um programão para as crianças.

Inauguração do projeto MAR DE MINAS no SESC-NITERÓI, dia 27 de maio de 2008 as 18:30 h!!!
:: No dia 27/05/08, terça-feira, as 18:30 h. , será realizada a apresentação musical MAR DE MINAS com FABIO CAMPOS e o grupo COMPADRE QUELEMÉM;
:: Nesse dia acontecerá a abertura da exposição MAR DE MINAS, com 11 quadros representando as 11 músicas que compõem a parte musical do projeto;
:: O projeto prosseguirá em Niterói até o dia 27 de junho, data do centenário de nascimento de Guimarães Rosa.
:: Serão ao todo cinco apresentações musicais sendo três destas abertas ao público (dias 27 de maio e 12 e 26 de junho) e as outras duas para escolas (dias 3 e 17 de junho), de cunho didático.

CONFIRMADO !!! Em agosto de 2008 o projeto MAR DE MINAS estará no SESC-São João de Meriti, nos dias 14 e 28;

O que é o projeto MAR DE MINAS:
O projeto MAR DE MINAS é um projeto integrado de música-pintura-poesia. Criado a partir de composições e pinturas de FABIO CAMPOS, o projeto vem também homenageando o centenário de nascimento do escritor mineiro JOÃO GUIMARÃES ROSA.

contatos com o projeto MAR DE MINAS:
• fabiocampos.musico@gmail.com
• produzmusica@gmail.com

MATÉRIA NO JORNAL EXTRA SOBRE A PEÇA "DISCO DO TEMPO", NO CENTRO CULTURAL DA LIGHT

MATÉRIA NO JORNAL EXTRA SOBRE A PEÇA "DISCO DO TEMPO", NO CENTRO CULTURAL DA LIGHT
Bruno Aragão, Felipe Antello, Fabio Campos, Ricardo Gonçalves na peça "Disco do Tempo", que também conta com a participação da atriz Waleska Arêas. Direção de Márcia do Valle.

PROJETO INTEGRADO MAR DE MINAS (MÚSICA + PINTURA)

Apresentação

O projeto Mar de Minas: música, pintura, poesia é uma proposta multimídia, onde ambas formas de expressão artística — música e pintura — são integradas a partir de um conceito comum estabelecido pelo viés da poética presente na prosa de Guimarães Rosa. Fabio Campos compôs e arranjou as músicas e as apresentará com seu grupo, o Compadre Quelemém.

Em torno da apresentação será realizada a exposição de 11 pinturas (tinta acrílica sobre suporte em madeira), criadas pelo próprio Fabio Campos a partir das temáticas das canções.


Conceito

O projeto Mar Mar de Minas: música, pintura, poesia traz uma abordagem do dia-a-dia mineiro. Pode-se subdividir seu conceito em 3 itens: cotidiano, ciclo da mineração e Guimarães Rosa.

Cotidiano

O dia-a-dia de Minas Gerais em seu interior foi vivenciado por Fabio Campos quando em sua estadia de um ano em Tiradentes, cidade histórica de seis mil habitantes.

Lá pode perceber os códigos e as relações interpessoais, suas festas e suas vivências, seus momentos sagrados e profanos, suas características peculiares. O cotidiano do morador está representado no projeto, a partir das letras que abordam a rua, as congadas, as folias, os mestres, as crianças, as brincadeiras, o modo de viver do homem caipira do interior.

Ciclo da mineração

A fascinante e dramática história que envolve as entradas e as bandeiras. Os bandeirantes, suas batalhas e guerras travadas com índios, negros e mineiros. A formação da identidade do homem das Minas Gerais, sua mescla indígena, lusa e negra. Sua cultura, sua música, seus rituais sincréticos e mestiços, a força da igreja católica e as histórias dessa cultura que gerou personagens e outros tantos heróis como Chico Rei e Chica da Silva, oriundos dessa miscigenação iniciada em fins do séc. XVII durante a procura pelo ouro e pelas pedras preciosas.

As melodias e ritmos traduzem essas peculiaridades históricas de Minas Gerais, da qual o Estado do Rio de Janeiro faz parte enquanto espaço de passagem dos viajantes, escravos e tropeiros rumo a seu destino nas minas de Minas.

Guimarães Rosa

Na literatura de Guimarães Rosa, encontra-se a força e a concentração máxima da mineiridade, a partir do universo criado pelo escritor. Seus personagens, seu texto, sua musicalidade em palavras e ritmos, cores e gestos, sentimentos e sensações, tempo e espaço. Em Rosa, uma possível metafísica das Minas Gerais se dá e se coloca legítima, em seu espaço, em seu lugar sagrado: Na conversa de bois, do burrinho pedrez, em Manuelzão e Miguilim, em Diadorim e Riobaldo Tartarana, em seu anunciado Compadre Meu Quelemém, que batiza, inclusive, o grupo que acompanha Fabio Campos nessa viagem...

Seleções de trechos das obras citadas serão lidas e pontuarão todo o espetáculo, buscando também homenagear o centenário do nascimento do escritor. A poesia contida na prosa de Rosa será assim, matéria e liga das canções e das pinturas em exposição.

A apresentação

São onze as telas pintadas a partir de onze músicas que serão tocadas em uma apresentação de aproximadamente uma hora. Em um telão ao fundo serão projetadas as imagens (em detalhes e inteiras) de cada pintura correspondente a cada música, durante sua execução.

A poesia será a chave-mestra que abrirá portas para a compreensão da linguagem expressiva proposta pelo autor, sem que se precise interpretar o porquê de tal letra ou as razões específicas que levaram a tal pintura ou citação de Guimarães Rosa. Intuitivamente, o espectador que viu o quadro e ouviu as leituras, recebe as informações musicais em letras, melodias, instrumentos e arranjos, tendo uma vivência mais completa do que o autor pensa e sente.

Contatos

Contatos para apresentação do projeto pelos emails: fabiocampos.produz@gmail.com ou produzmusica@gmail.com

Visite o myspace de Fabio Campos em www.myspace.com/fabiocamposmusico

FABIO CAMPOS VAI AO ZÉ ZUCA E A RÁDIO MALUCA

Pela segunda vez, sábado passado (16/02/08) acompanhando a atriz e contadora de histórias Daniele Ramalho, Fabio Campos foi à Rádio Maluca do apresentador e artista Zé Zuca, agora tocando pífano e percussões indígenas.
Daniele Ramalho contou uma história, um mito Bororo que versa sobre a criação dos animais e das estrelas, além de "explicar" como foi que o milho chegou entre nós.
Zé Zuca e a platéia gostaram bastante. Em breve o projeto "Mar de Minas" fará parte da Rádio Maluca, falando com as crianças um pouco de Minas Gerais, suas histórias, a partir de um de seus maiores representantes, o filho de Cordisburgo e homenageado do ano (há 100 anos atrás em 27 de junho ele nasceu), o escritor Guimarães Rosa.
Também fez parte do programa de sábado passado o grupo 4 Cantus, que tocou composições de autores de Cuiabá, arranjadas por Maurício Detoni. Bela apresentação, arranjos delicados e bem trabalhados. Parabéns ao grupo 4 Cantus!
Até breve,
Fabio Campos

FABIO CAMPOS DIRIGE E ATUA NO CENTRO CULTURAL LIGHT

Estreou com casa cheia no dia 11/02, segunda-feira passada o espetáculo institucional "Roda do Tempo", no Centro Cultural da Light.
Dirigido por Márcia do Valle, o texto foi escrito por Bruno Aragão, Ricardo Gonçalves e pela própria Márcia do Valle.
A simpática cenografia fica por conta do premiado cenógrafo Ney Madeira, a bela iluminação por Djalma Amaral e os simpáticos figurinos por Luciana Maia.
No elenco Waleska Areas, Ricardo Gonçalves e Bruno Aragão, além dos músicos-atores Felipe Antello e Fabio Campos.
A direção musical ficou por conta de Fabio Campos e Felipe Antello. As composições - letras e músicas - são todas de Fabio Campos.

A peça
A história trata da chegada do primo Sebastião e sua amiga Claribela. No sotão da casa de Bernardo eles brincam de viajar na imaginação através de uma "máquina do tempo" inventada pelo próprio avô.
Então começa a "viagem" pelo tempo através de músicas e curiosidades como a chegada da energia elétrica e as modificações do início do Sec. XX na cidade do Rio de Janeiro.
A narrativa atravessa acontecimentos históricos como a invenção da lâmpada elétrica, o surgimento do telefone, do bonde elétrico, dos cinematógrafos (os "pais" do atual cinema) até chegar em questões atuais como sustentabilidade ambiental, tudo colocado de maneira lúdica, visando o entendimento da utilização racional de energia e sua fonte geradora principal: a água.
A peça tem a duração de aproximadamente 50 minutos e está apoiada pela Lei de incentivo à Cultura do Estado do Rio de Janeiro.

OBRAS LICENCIADAS PELO CREATIVE COMMONS

Creative Commons License
Todas as músicas de Fabio Campos aqui apresentadas, direcionadas e com link para o sítio Overmundo, bem como as animações de Café com Pão e Cosme estão licenciadas sob uma Licença Creative Commons.